Skip to content

66 | venues da europa: santiago bernabeu

Junho 8, 2010

Os próximos posts vão apresentar algumas importantes venues européias, aborando temas como estrutura, operação e patrocínio. Santiago Bernabeu, Plaza del Toros, Camp Nou, Estádio Olímpico de Montjuic – onde foram disputadas algumas provas no jogos de 1992 – Stamford Bridge e The O2 serão exploradas com detalhes, contribuindo para um melhor entendimento do modelo de atuação europeu em relação ao brasileiro.

Começarei a mais importante venue de Madrid: o estádio do Real Madrid.

Santigo Bernabeu

Estádio do Real Madrid é um dos poucos 5 estrelas da UEFA, os estádios aptos a receber jogos da final da Champions League, que por coincidência foi disputada no estádio neste ano.

De longe, o Bernabeu foi o estádio mais impressionante que visitei, com o gramado parecendo um tapete, além das confortáveis instalações tanto para o público como para as autoridades. Os bares também impressionam. São dezenas deles, todos com um cardápio recheado de opções, como preços acima da média de um ponto de dose.

O estádio possui fácil acesso por meio de transporte público, com uma estação a 50 metro da bilheteria principal, o que possibilita uma disponibilização de poucas vagas de estacionamento nos arredores do estádio. É claro que a sexta maior malha metroviária do mundo contribui para o tranquilo deslocamento dos torcedores aos jogos.

O visitante do Santiago Bernabeu tem a possibilidade de dar uma passada pelo museu do clube, que conta a história completa do clube, passando pelos presidentes, realizações e trofeus do clube e dos muitos jogadores madridistas que foram eleitos os melhores do mundo pela FIFA.

Comparando a entrega de propriedades de arena no estádio, há uma diferença entre os clubes europeus, Real Madrid entre eles, e os brasileiros, uma vez que é há total independência dos times na comercialização das placas do campo, que costuma fazer parte de um pacote de entregua aos patrocinadores do time. Isto faz com que em cada jogo o time mandante exponha a marca de seus clientes para a audiência.

No Brasil a comercialização das placas é institucionalizada, ou seja, há um comercializador oficial que vende todos os espaços em cotas nacionais, colocando praticamente todos os anunciantes em todos os jogos do campeonato, havendo cotas algumas cotas regionais.

O roteiro da visita termina obrigatóriamente na loja de artigos oficiais do clube, com uma infinidade de itens, que vão de miniaturas de jogadores a mouse pads, de babadore a canecas. São centenas de itens exclusivos com a marca Real Madrid em um andar e em outro uma loja com artigos esportivos da Adidas, marca fornecedora do material esportivo do clube.

Como a pirataria na Europa é praticamente inexistente, o licenciamento de produtos oficiais garante uma receita relevante ao clube, que vende objetos que se tornam cada vez mais desejados e fortalecem ainda mais a imagem da marca, criando um circulo virtuoso e lucrativo para o clube.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: