Skip to content

70 | venues da europa: stamford bridge

Julho 1, 2010

O estádio do clube inglês de futebol Chelsea possui mais de 100 anos de existência, foi construído no mesmo espaço da antiga casa do time, The Shed End, é pequeno se comparado com as outras venues de Londres, mas muito charmoso, presenvando até hoje a a muralha original do primeiro estádio do time.

Suas instalações são muito menos suntuosas do que as dos times do Real Madrid e do Barcelona, mas o estádio está longe de ser desconfortável. Por conta do número reduzido de lugares, todos os assentos ficam muito perto do campo, o que cria uma grande pressão nos times visitantes, o que talvez justifique o fato do Chelsea ser o time com maior número de jogos invictos em jogando sob seus domínios na história.

Dentro da venue a visita se inicia em um lounge no qual são recebidos os convidados dos jogadores, que tem um espaço com excelente visão do campo reservado para assistir aos jogos com tranquilidade.

A exemplo dos times espanhóis, o Chelsea também possui patrocínadores com suas marcas expostas na sinalização da venue e nas placas ao redor do campo, além de outras propriedades, como o backdrop da zona mista e da sala de imprensa.

Uma diferença relevante para quem visita o Stamford Bridge é a possibilidade de conhecer ambos os vestiários, tanto o do time da casa quando a do visitante, experiência completamente vedada no Camp Nou e parcialmente permitida no Santiago Bernabeu, que permite apenas a visita ao espaço dos visitantes.

No vestiário dos visitantes há um quadro que de explicações táticas instalado bem atras da porta de entrada. Os guias do Chelsea fazem piadas com o fato, citando por exemplo, o técnico do Manchester United Sir Alex Fergusson dando instruções aos seus comandados atras de uma porta. Talvez este tenha sido outro segredo para o clube ser o recordista de jogos invictos em casa.

Comparado ao dos visitantes, o vestiário do Chelsea é um hotel 5 estrelas. Tem uma área útil muito maior, com instalações bem mais confortáveis e estruturadas, contando inclusive com uma sala exclusiva para a comissão técnica.

Apesar destas diferenças, o espaço de visitantes do Real Madrid parece muito mais luxuoso do que o do Chelsea, fato que ajuda a explicar o fato da venue madrilenha ser um dos poucos estádio com nota máxima da UEFA, que o credencia a receber finais de Champions League.

O clube também possui uma loja de artigos do oficiais, bem mais acanhada do que a das potências espanholas. Por conta do êxito nesta temporada, com a vitória na Premiere Legue e na FA Cup, a loja estava tomada de flamulas, cachecóis, camisetas e agasalhos comemorativos ao “double”, que poderia ser “triple” caso o time tivesse conquistado o inédito título da Champions League, um sonho declarado do clube inglês.

Uma passada no museu encerra a visita e tem muita memorábilia de excursões pela Ásia, muito por conta do contrato com o principal patrocinador do time, a coreana Samsung, e uniformes antigos, além de uma interessantíssima área com as flâmulas trocadas entre os capitões do time antes do início das partidas.

A última coisa que se vê na saída do museu é uma frase do ex-técnico-ídolo do timo, o português José Mourinho, que mostra muito sobre o orgulho que os blues tem de si próprios: “I am not from the bottle. I am a special one”.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: